>

06/07/2015

As diversas faces da vida em Because Goodbyes Are Comming Soon.


A complexidade da vida é um fenômeno de inúmeras expressões e de inúmeras cargas dramáticas, que podem ser belas e inspiradoras ou vazias e feias. Tudo dependendo, claro, do ponto de vista do observador.

Com uma narrativa que se passa no ano de 1868 em Edo ( Atual Tóquio.)  o mangá One-Shot Because Goodbyes Are Comming soon, criado e ilustrado por  Makoto Yukimura demonstra em suas páginas o quanto a vida pode ser bela e tediosa e também violenta e sangrenta, em uma interessante diversidade e mistura de cenários.








Toda uma análise sobre a diversidade da realidade, é contada sob o ponto de vista do capitão do primeiro esquadrão Shinsegumi, Okita Soji, que vive os seus dias tranquilamente sendo cuidado e alimentado por sua irmã: Omitsu.

Durante as páginas da história, é possível notar que o personagem reclama da paz e pacificidade de que desfruta, mas em certo momento ele diz que aqueles que estão no campo de batalha teriam inveja da vida calma e sem preocupações que ele leva.

Muito da mágica do mangá, está em demonstrar que a vida e o mundo não são lugares monocromáticos, pois uma atmosfera de paz em uma parte pequenina e afastada do Japão, não anula  a guerra que ocorre em outras partes. A vida é uma pintura que alterna de modo muito peculiar os momentos de deslumbramento e de tristeza, sem fixar os mesmos em pontos específicos e imutáveis.


Outro aspecto muito legal da história é a demonstração do quanto a tecnologia está em constante transformação e nem sempre a favor da preservação da vida humana, pois em certas páginas do mangá é possível ver soldados usando armas de fogo para matarem guerreiros munidos com espadas.


Por fim, concluindo está breve reflexão sobre Because Goodbyes Are Coming Soon, é notório também o quanto a narrativa critica as ideologias que permearam no Japão e que foram muito usadas como justificativas para hábeis guerreiros matarem uns aos outros, no fim das contas.

Com uma arte caprichada, bons diálogos e um poder reflexivo simples, todavia profundo, o mangá convida o leitor a refletir sobre o próprio olhar para a vida e as suas várias facetas.









Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Use com respeito! Comentário morfético é comentário apagado!