>

23/09/2015

Ikioku. ( Mesmo No Cotidiano Há Heróis.)


Ikioku é uma agradável surpresa, tanto do ponto de vista conceitual quanto do ponto de vista artístico. Esse carismático One-Shot alia de uma forma muito agradável um traço simples, mas bonito em suas nuances e uma narrativa leve e naturalmente positiva, apesar de não ser utópica.




Sem dramas grandiosos e mares de lágrimas, o mangá critica sutilmente as condições e ideologias nipônicas referentes ao trabalho e ao mesmo tempo demonstra que pessoas relativamente comuns podem ser heróis.

De forma bem geral, o mangá mostra e aponta clara e graciosamente por intermédio das ações da protagonista, que nós somos agentes transformadores da realidade tanto isolada quanto socialmente.

Analisando o mangá com olhos um pouco mais atentos, é possível perceber que a carismática protagonista Yaeko  começa a destruir o Status Quo em que está inserida, não de forma grandiosa e anarquista, mas ensinando através de exemplos absurdamente simples, que cabe a cada pessoa do mundo fazer do mesmo um lugar melhor... Um belo caso de abandono da inércia!

Pelo menos ao meu ver, o clímax do mangá é quando a heroína da história tem a sua recompensa e ela que facilitava a vida dos outros, tem a sua vida facilitada por uma pessoa a quem ajudou, numa clara e notória demonstração de empatia.


Posso resumir Ikioku em uma  pequena frase: É nas pequenas ações que nós fazemos as gigantescas mudanças no mundo.


Ikiouku é um mangá de Nihonbashi Yoko.







Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Use com respeito! Comentário morfético é comentário apagado!